Se tem uma coisa que a gente pode dizer é: “parça, que ano foi esse?”. 2019 foi, de longe, um dos anos de maior correria na Laboratório Fantasma. Como é de praxe todo ano, acompanhamos a caminhada de todos os artistas e cada um trilhou um caminho repleto de conquistas e consagrações. Sem deixar de mencionar os três álbuns lançados e os muitos singles que foram pra rua, não é mesmo?

Mas chegou a hora de focar um pouquinho no nosso corre como time. Demos início ao ano colhendo os frutos e celebrando o sucesso que foi a collab Lab Fantasma x Maurício de Sousa com o personagem Jeremias. Um trampo lindo que ficou marcado em nossa história e estampado em camisetas, meias e bonés incríveis. Foi em meados de fevereiro que anunciamos a chegada da cantora Indee Styla para o nosso time. A cantora, compositora e dançarina lá de Barcelona já tinha uma carreira sólida em seu país e veio pra somar ainda mais o nosso elenco. Lançou os singles “Hijas de la Libertad”, com a Drik Barbosa, e “WATA” pelo selo Laboratório Fantasma. Em março, lançamos as novas shoulder bags: uma versão large da sholder bag padrão e duas versões color, uma cinza e uma laranja, que é versátil e também pode ser usada como pochete. 

Nosso momento de celebração chegou em primeiro de maio, quando comemoramos os dez anos da Laboratório Fantasma, com um manifesto incrível narrado pela querida Dona Jacira. E foi nesse clima de emoção que acompanhamos o lançamento de “Será que eu me permito?” do Fióti. Um daqueles sons que faz com que você precise de uma caixa de lenços de tanto que mexe com a gente. A coleção cápsula também chegou chegando e trouxe releituras de peças que já faziam parte das nossas antigas coleções. Nesse mesmo pique veio o lançamento da camiseta Ubuntu Pride, que teve parte de sua renda revertida para a Casa 1. 

Em agosto teve lançamento da coleção Lab 10/10 e suas peças que celebram todos esses anos de trajetória de muito trabalho. Não é sempre que se comemora 10 anos de história! E pra não parar por aí, bateu uma saudade da Maurício de Sousa Produções e resolvemos lançar a coleção Donas da Rua, com peças que mostram a importância da representatividade negra e feminina, estampada através da personagem Milena, nova integrante da Turma da Mônica. Tem como não se animar? Nesse clima a gente levanta da cadeira e dança ao som de “Quero te ver bem amanhã”, single novo do Fióti com o Rael e a maravilhosa Marissol Mwaba, lançado em novembro.

E pra fechar o ano com chave de ouro, fomos os vencedores do prêmio Effie Brasil na categoria Brand Content pela ação “Motoboy é Verbo de Ligação”. Emicida com o show de lançamento da turnê AmarElo no Theatro Municipal, ganhou os prêmios de melhor show de 2019 pela APCA e pelo Guia Folha. O experimento social “AmarElo” também recebeu o prêmio de Melhor Disco Nacional de 2019 pelo Tenho Mais Discos que Amigos. Haja prateleira pra tanto prêmio, né não? Seguimos plantando e colhendo cada vez mais frutos ao longo dessa caminhada e 2020 não vai ser diferente. Vamo que vamo!