Apresentando-se como um hub de entretenimento, hoje, a Laboratório Fantasma vê o mercado dos jogos digitais como um de seus principais aliados para a distribuição de entretenimento de qualidade no Brasil e também pelo mundo. O momento atual é fruto de um histórico de parcerias vitoriosas junto à grandes franquias do mundo dos videogames. 

Avatar criado para Rael no jogo Avakin Life. O cantor apresentou um luau com as músicas do EP “Capim-Cidreira (Infusão)” exclusivamente para os usuários do game.

Em 2012, quando a Rockstar Games decidiu ambientar a franquia de jogos Max Payne na cidade de São Paulo, a parceria com a Laboratório Fantasma foi quase que natural. Portanto, Emicida compôs e interpretou a canção 9 Círculos para a trilha sonora do jogo Max Payne 3, da empresa que também desenvolveu GTA V (2013), o game mais vendido da última década, segundo o site Hypebeast. O terceiro capítulo da franquia Max Payne vendeu mais de 4 milhões de cópias por todo o mundo. O contato com o estúdio, que já desenvolveu algumas das franquias mais populares do gênero, proporcionou à Lab Fantasma uma de suas primeiras oportunidades de fazer parte do universo dos jogos digitais. 

Trata-se de um ambiente frequentado por cerca de 90 milhões de brasileiros, segundo a pesquisa Game Brasil 2018. Dados da plataforma Gente apontam que 58% desse público gosta de ouvir música. A América Latina é o 2º mercado que mais cresce dentro da indústria dos games e o Brasil é o país que mais consome o produto em toda a região. Em escala mundial, o mercado tem um valor estimado de mais de 150 bilhões de dólares (Newzoo, 2019). Por isso, a música mostrou-se o grande ponto em comum entre a Lab Fantasma e a indústria dos games.

Em 2015, a LAB sentou à mesa com outra gigante do mundo dos videogames: a EA Sports. A empresa é a desenvolvedora da franquia FIFA, uma das mais vendidas de todos os tempos, tendo comercializado mais de 260 milhões de unidades por todo o mundo, segundo informações da própria. Por isso, a curadoria das faixas utilizadas nas trilhas sonoras das edições dos jogos é feita com muito cuidado pelo estúdio e costuma funcionar como um “trampolim” para que inúmeros artistas deixem de ser conhecidos apenas como “underground” e ganhem notoriedade entre o grande público. Emicida foi um dos artistas escolhidos para o grupo seleto em duas ocasiões: em 2015, com Levanta e Anda, feita em parceria com Rael, e também em 2018 com Explotar, trabalho do grupo Mexican Institute of Sound que contou com a participação do artista.  

Em 2016, a 2K Sports também se interessou pelo poder inspiracional das músicas de Rael e Emicida e emplacou as canções Vejo Depois e Bonjour na trilha sonora do jogo NBA 2K16. O game simula o campeonato de basquete americano da Associação Nacional de Basquete (NBA) e, dentro da sua primeira semana de lançamento, bateu recordes ao enviar mais de 4 milhões de unidades para as lojas revendedoras, como conta o site GameSpot.

Você também pode gostar de: Laboratório Fantasma divulga seu posicionamento sobre o movimento “The Show Must Be Paused” #VidasNegrasImportam

Em 2018, Emicida compôs a música É Só Um Joguinho como uma homenagem aos fãs de League Of Legends, um dos principais representantes dos e-sports no Brasil, e a apresentou exclusivamente na final do Campeonato Brasileiro de League Of Legends, o CBLoL, que aconteceu no mesmo ano. As experiências com games de esporte comprovaram a potência e qualidade dos trabalhos musicais assinados pelos artistas LAB, o que abriu as portas para o mundo dos e-sports. A audiência dos campeonatos de e-sports brasileiros é a 3ª maior do mundo, ficando atrás apenas da China e dos EUA, como informa a revista Isto É. No país, dois dos jogos mais populares do gênero são o League Of Legends, ou LoL, e o Free Fire. 

Em 2019, a Riot Games, desenvolvedora de League Of Legends, convidou Emicida para interpretar um dos personagens do jogo. O artista foi o responsável pela dublagem em português de Ekko, que participa da skin True Damage, lançada para o game em 2019. 

Emicida se apresentando durante a final do CBLoL 2018. (Foto: Divulgação/Riot Games)

No mesmo ano, Emicida compôs a música Zé Guaritinha, que trata sobre o jogo Free Fire e foi interpretada por Mano Brown e MC Jotapê. O game é campeão de popularidade entre os brasileiros e, em 2019, foi o jogo mais baixado no Brasil, segundo o site Techtudo. Brown apresentou a música ao vivo na final da edição de 2019 do Mundial de Free Fire, que alcançou picos com mais de 2 milhões de visualizações em tempo real. 

Em 2020, a Laboratório Fantasma lançou o canal “Lab Fantasma TV” na Twitch, que conta com um programa específico para gameplays em sua grade de programação, o LAB Rap Game, apresentado por Rashid. Essa é a grande culminação de um trabalho de anos junto à indústria dos games. A empresa também montou uma equipe de e-sports que competiu no torneio beneficente de Fortnite “Play For Us”, da produtora Miss Click TV, que aconteceu entre os dias 18 e 19 de julho. O time Lab Fantasma contou com Rashid, Emicida, Fióti e Melany Lee, streamer e influenciadora do game Fortnite.  

Além disso, Emicida também se apresentou em um show durante um dos intervalos da primeira edição do torneio Fusion New Rivals, disputa do jogo de tiro VALORANT. De acordo com o Techtudo, o jogo é recordista na plataforma de streaming Twitch, tendo alcançado a marca de 148 milhões de horas assistidas em abril deste ano, apenas umas semana após o lançamento de sua versão para testes. O campeonato contou com seis equipes de e-sports que disputaram entre si por um prêmio de R$ 20.000,00. 

Neste ano, Rael também aprofundou seu envolvimento com o mundo dos videogames, escolhendo o game mobile Avakin Life para uma ação de lançamento de seu projeto mais recente, o EP Capim-Cidreira (Infusão). Através de uma parceria entre a Lab Fantasma, Rael e a Lockwood Publishing (desenvolvedora do game), o cantor promoveu um luau em realidade virtual, onde um avatar criado para o próprio cantou as músicas do novo EP para os usuários do jogo entre os dias 10 e 14 de julho. Durante os primeiros três dias da ação, 500.000 pessoas passaram pelo local escolhido para a apresentação. 

Em um momento onde qualquer aglomeração física é desaconselhada pelas autoridades de saúde, os planos da Laboratório Fantasma incluem cada vez mais os jogos digitais como grandes aliados para a distribuição de entretenimento de qualidade.